4 de janeiro de 2011

Hotel Cinco Estrelas - Parte 2

ALPHA
O melhor amigo do homem, um cão.
Alpha foi uma husky siberiano que compartilhou 7 anos de alegria e tristezas intensamente junto à familía.
-"Mãe, o Chris trouxe um cachorro!", (risos), -"Você vai cuidar!"
Quando a escolhi diante seus irmãos, ela era a mais espoleta, a mais levada.
Na época seu apelido ao nascer foi "Vaquinha" devido suas manchas negras nas costas.
Alpha foi tudo que um animal pode ser. Inteligente, levada, irritante, dócil, amiga e amorosa.
O privilégio em compartilhar tanto tempo fez suas marcas.
Todos os dias, nos mesmos horários, brincava com ela.
Ela sentava na porta da cozinha e ficava lá. Horas vendo minha mãe cozinhar.
Eu chegava de mansinho e mesmo ela me vendo pelo cantinho do olho, me ignorava (não alterava a direção do focinho). Eu ia chegando perto (me fazendo se esconder) e ela continuava olhando para frente. Até o momento em que a abraçava.
Normalmente eu via ela sorrir e ao sentir seu abraço, e retribuia com uma tímida lambidinha.
Quando a abraçava sentada, inclinava minha testa e encostava minha têmpora em sua orelha, e docilmente, ela retribuia.
Aqueles pêlos, abrigo.
Aquele silêncio, magia.
Assim por dezenas de minutos.
Acompanhava os pesados piscares de olhos, a respiração lenta e profunda.
Era único e mais, ela fazia isso apenas comigo.
Era travessa.
Sabia que todos chamariam sua atenção quando entrava dentro de sua casinha de madeira e a "cavocava".
Raspava as unhas sucessivamente por mais de um minuto.
Pela janela de meu quarto, podia ver apenas o telhado da casinha. Então quando alguém a advertia, ela parava e uns três segundos depois seu focinho aparecia pela metade em minha vista superior.
Se ninguém falasse nada, ela continuava. Era atenção.
A mesma retalhação era feita por exemplo se meu pai fosse ler o jornal no quintal. Ela ia disfarçando, disfarçando e pulava com as duas patas frontais em seu colo. Ao adverti-la ela saia correndo. Como bala.
Zigue zagues. Voltas no próprio eixo.
E claro, descia correndo mais de vinte degraus e entrava na casinha para... arranhar e chamar atenção.
Alpha teve um derrame e uma sucessão de problemas a deixou imóvel e internada por dias.
E desde então, nunca mais voltou.
Fisicamente.
Alpha, a melhor amiga do homem.

* "Alpha", além de ser a primeira letra do alfabeto grego, significa, numa alcatéia, quem é o lider do bando.

Nenhum comentário: