26 de janeiro de 2012

Tecnologia esportiva

No último UFC, por coincidência realizado no Brasil, uma situação delicada aconteceu. O juiz Mário [que mário] (também brasileiro) acabou desclassificando um competidor afirmando que o mesmo havia realizado um golpe ilegal.
Não acho que tenha ocorrido favoritismo até porque o rival tambem era brasileiro, mas o que chama atenção é que o esporte com maior índice e constante crescente vem ganhando milhares de adeptos e nem todos conhecem as regras.
Nem entrarei na questão de muitos não entenderem nada, nunca terem treinado alguma arte marcial e simplesmente dizer a bobagem "é violento".
A ideia é que o esporte está seguindo os passos da NFL americana. Juizes com autonomia de parar o jogo e reavaliarem nas imagens gravadas se o lance polêmico foi ou não legal.
Na NHL (hoquei) testaram cerca de dez anos atras inserirem um chip dentro do Puck (disco = bola) e assim os jogos televisionados, er apossível acompanhar com exatidao o rastro de onde foi aonde esta o disco.
No futebol tentaram implantar o chip para eletronicamente decidirem se a bola passou ou nao a linha do gol, para assim afirmar categoricamente que valeu ou nao o gol.
Mas o futebol já passou por muitas alterações. Houve época que em campo ficavam dois juizes; noutra aumentaram o tamanho das traves (Me recordo dessa alteração. Na época, acho que o Ronaldo, goleiro do Corinthians disse que os goleiros estavam "pegando tudo" e aumentaram a largura x altura, com sarcasmo alegou que se continuassem agarrando as bolas, as traves iriam de escanteio a escanteio). Entre tantas outras "evoluções" do esporte.
E nada deu certo.
O futebol, esporte de massa, povão... existe porque causa discussão. A exatidão faria do jogo um engessamento de técnicas e situações.
Esse esporte é movido pela discussão, torcidas, incertezas com a famosa frase "e se...". E isso faz ele continuar sendo um dos mais populares. O juiz continua sendo humano, passível de erros e provocador constante de discussões e variantes. Gerador de possibilidades e situações adversas.

"Quem você é?"

Nas antigas brincadeiras, longe dos equiparatos tecnológicos e eletrônicos, até para quem não "viveu" essa época, a maioria das brincadeiras consistiam em pular corda, elástico, caracol riscado de giz, futebol com copinho de yakult, pega-pega, ... E tinha as dinâmicas em grupo. Brincar de super-heróis.
Estava tentando me lembrar quem sempre eu gostava de escolher ser.
- Indiana Jones
- Ayrton Senna
- Super Homem (e usava constantemente a visão com raio laser!)
- Goleiro Gilmar (SP)
- Cobrador de faltas Neto
- Goleador Zico
- Mark Price (jogador da NBA, excepcional em bolas de 3 pontos) e, nacional, o Marcel Potkwar.
- Sherlock Holmes
- Boris Becker (tênis)
- Graças a Deus, em bandas de música nunca fui nenhum Menudo, New Kids e afins. Aliás, acho que sempre eu fui o Elvis! hahaha
Engraçado. Eu nunca necesariamente era o "melhor". Nas dinâmicas de solucionar problemas e mistérios, o Magyver era melhor que o Indiana Jones. Assim como no tênis, que o Ivan Lendl era melhor que o Becker! O Jordan, Magic Johnson era melhor que Mark Price..
Bons tempos que as brincadeiras no quintal eram inofensivas, não maliciosas e livres de qualquer tecnologia.

10 de janeiro de 2012

A dor da alma

Será que alguém já parou para pensar o que é o choro?
Chorar, verbo. Chorar. Uma pessoa se entristecer a tal ponto, que seu corpo não aguenta tamanha dor emocional e, como reação física, o corpo passa a expelir pelos olhos, uma espécie de suor ou líquido aquoso do corpo humano.
Digo corpo humano porque nao sei e nem vou entrar no mérito da questão se outro animal ou bicho chora. Meu gato têm os olhos lacrimejados e nem por isso acho q ele chore ou passa ter alguma dor emocional. (Até porque iremos entrar na questão de animal ser racional ou não).
Agora pela explicação científica (wikipedia): O choro, pranto (choro em excesso) ou ato de chorar ou lacrimejar é um efeito fisiológico dos seres humanos que consiste na produção em grande quantidade de lágrimas dos olhos, geralmente quando estão em estado emocional alterado como em casos de medo, tristeza, depressão, dor, saudade, alegria exagerada, raiva, aflição, etc. O sistema límbico, sistema do cérebro responsável pelos sentimentos, associa um estímulo emotivo com aqueles que já temos guardados, gerando algumas respostas, sendo que uma delas é o choro. Depois disso, várias substâncias envolvidas no processamento das emoções, como noradrenalina e serotonina, e. g., são liberadas. Através do sistema nervoso independente (responsável por ações como piscar dos olhos) causarão a contração da glândula lacrimal, liberando a lágrima. Esses fenômenos neurológicos e endocrinológicos são relacionados ao instinto de defesa do ser humano. Pode-se dizer que há alguns tipos de choro: o resultante de algum tipo de emoção espontânea ou simulada e o intermitente ou persistente, que pode surgir sem motivo e indica uma possível doença como depressão, por exemplo.
Eu e meus davaneios. Fulano não chora nunca. Fulana chora até vendo novela.
Ok, ficamos envolvidos emocionalmente de tal forma que, simulando mentalmente aquela situação na nossa vida, indiretamente e, talvez inconcientemente, sofremos com o personagem.
Voltando ao universo blog... em meus devaneios tento resumir ou simplificar afirmando que o choro nada mais é que a dor da alma.
Mais engraçado é refletir sobre nossas ações que geraram lágrimas em nossos olhos.
Eu sempre fui "insensível", sádico e sarrista e ria dos que sempre choravam... Até que o mundo dando suas famosas voltas, me fez cair do pedestal e aprender com perdas, ausências e muita dor emocional o que era a vida "de verdade".
E acho que por ter me segurado tanto tempo, choro até que com certa facilidade hoje em dia.
E agora vem o cantinho da reflexão. Há alguma escala de tristeza? Há algo que te faça mais triste uma ocasião que outra?
Nesse fim de semana, por exemplo. Assisti 5 filmes e, por coincidência, chorei em 2. (Poxa, eu não era tão manteiga assim). Enfim... Não é fácil eu chorar em filmes, mas acontece muito esporadicamente. Em livros então... acho que se chorei foi uma e olhe lá!! Comecei a pensar nos filmes e músicas que me deixam mais deprimidos e tristes. E vamos aos ganhadores (ou seria perdedores??):
No bate pronto, dois filmes e duas músicas: Cinema Paradiso e MinhaVida (filmes) e O Portão e Evebody Hurts (músicas). Acho que todos tem uma listinha de bate-pronto ne???
Se for parar para pensar existe música mais triste sim, mas vamos parar por aqui que esse post já está muito deprimente.

7 de janeiro de 2012

O Resumão

Como sempre, um balanço cultural de de 2011. Comecei mais de 25 livros e nao acabei todos. Assisti 209 filmes e assisti 113 episodios de séries (Roma 1a e 2aT, O Sistema, Pilares do Mundo, Falling Skies, Camelot, Spartacus, Guerra do Tronos, Person Of interest, World At War, BBC Auschwitz).

Então, vamos para os toooooops de 2011:
Elencar os melhores filmes que assisti é sempre complicado porque além das novidades eu revejo dezenas de filmes ao mês, então ciatrei 5 dos revistos mais especiais, e 5 novidades que realmente chamaram minha atenção.

FILMES
revistos:
- Barry Lyndon
- A Vida dos Outros
- Match Point
- Mary e Max
- O Auto da Compadecida
novos:
- Scott Pilgrim
- 72 Horas
- Sem Limites
- Melancholia
- Contra o Tempo

MÚSICA
Música é sempre uma incógnita. Listar sons que eu ouço não envolve um padrão, um ritmo ou uma banda. Depende muito da circunstância, momento e clima. Portanto não estranhem estilos tão diferentes. É bem estranho aliás ver essas no topo. Mas acreditem, foram as que mais escutei.
- Citizen Erased (MUSE)
- A Certain Romance (Arctic Monkeys)
- Howlin'For You (Black Keys)
- Céu de Santo Amaro (Fávio Venturini e Caetano Veloso)
- Nocturne No2 In E Flat ma Op9 (Frederic Chopin)
- Outra Vez (Roberto Carlos)
- Magnificent (U2)
- Dia Especial (Cidadão Quem / Humberto Gessinger / Pouca Vogal)
- The Boogie Bumper (Big Bad Voodoo Daddy)
- Rapte-me Camaleoa (Caetano Veloso e Maria Gadú)

4 de janeiro de 2012

Ano novo, ouro, bombas e tralalá

Ê natal. Quem me conhece já sabe que não gosto dessa época. (Aliás, acho que nesse blog eu já disse isso pelo menos, três vezes).
Enfim, colocando de lado toda falsidade, presentinhos, luzinhas e perequepês, queria apenas deixar registrado que esse ano será sim diferente.
Espero do fundo do coração que seja O ano. Realizações de muitos sonhos.
Como diz meu amigo Rafa, se realizarmos só um sonho, já valeu a pena. Mas vou além. No que depender de mim, com esforços inimagináveis, será colhido tantos sorrisos que centenas de felizes lágrimas não bastariam.
Felicidade. Se alguém assistiu ao programa "Fantástico" da Rede Globo, houve uma matéria em que é dada algumas sugestões, fórulas para a Felicidade. Principalmente financeira.
E olha que hoje, felicidade - financeira, vale mais que tudo. Acho que até a saúde, o dinheiro compra.
Bom, foram atrás do bilionário brazuca Eike Batista para ele tentar dar diversos "conselhos" sobre como realizar sonhos, conquistas e principalmente, finanças.
É só imaginar. Seu tímido riso traz consigo 50 Bi no banco. (Acho que até o Justus se demitiria com um chefe desses).
Persistente, contou brevemente como fez sua fortuna.
Aprendeu como se faz dinheiro; estudou; aprimorou seus métodos; diminuiu as chances de erro; apostou, investiu, ganhou; teve sorte e com brilhantismo, justiça e honestidade, continua tendo um olhar nas riquezas do futuro, dividindo e reconhecendo quem veste sua camisa.
Sinceramente nunca tinha lido sobre ele e não sabia mesmo daonde vinha tanta grana.
Eu e meus devaneios:
No Brasil de "antigamente", quem tinha café, mandava. Depois foi a fase da cana. Fazendas, terras e mais equitares.
Lá fora, minerais.
Eike apostou no ouro. Deu -e muito- certo. (aí entra algumas teorias que foi facilitada o mapeamento das minas, aí já são outros 500 e não vem agora ao caso).
(voltando), escancarou seus planos. Vai direcionar todos esforços em busca de petróleo.
Ou seja, dar 2 milhoes para as favelas, é dar miúdos trocados.
Essa quantia bancária ira se multiplicar aceleradamente mais rápido que se imagina.
O Irã essa semana fez testes de míseis. Na mesma semana em que afirmou que o enriquecimento de urânio é para causas boas e não para defesa e armamento nuclear.
Já existe uma "linha" de guerra guardando essas fronteiras com enormes embarcações lotadas de forças bélicas.
Alguém já parou para pensar o que foi a guerra do golfo? A Guerra no Iraque?
"ALGUÉM" disse que existia nas cavernas escondido de todos, materiais prontos para construção de armas de destruição maciça, nucleares.
Foi vencendo os prazos e eles não concordavam em deixar olhar o que guardavam.
Os Eua foram lá, NA MARRA, e dominou tudo. Como pretexto, afirmaram que não podiam deixar Sadam com "tempo hábil"para construção dessas mesmas armas (não encontradas). Aí discutiu-se uma aliança entre Sadam e AlQaeda. Até hoje não se provou se existia algo semelhante.
Por favor, não considerem isso como regra história e geográfica. Estou resumindo décadas em palavras. Não afirmo que esse ou aquele está certo, ou se esse é "bonzinho".
O fato IMUTÁVEL: O Petróleo vale mais que equitares na Lua.
O Brasil não acorda. Após o petróleo será a água e logo, as florestas.
Acreditem, Quem tem dinheiro compra TUDO.
TUDO.
Não me surpreenderia se daqui uns 15 anos alguém comprar ou guerrilhar a Amazônia.
Isso são frases soltas. Pensamentos de um leigo no assunto apenas desabafando com base em achismos.
Apenas para evidenciar um argumento usado pelo Eike em uma de suas "dicas".
(No maior dos bons sentidos, com a máxima bondade implícita, queria MESMO que um cara que conheci ha alguns anos, assistisse esse cara se deliciar em dar "conselhos" de como conquistar o mundo).
Quem sou eu para conselhos? Mas acredite meu caro. Sua ganância será sua desgraça.